• Patricia Viciana

Patagônia Argentina ou Chilena ??? Como montar um roteiro ???

Atualizado: Set 16



Se você procura esportes de aventura , ou cenários inóspitos , arrebatadores , tipo paisagem de cartão postal , com certeza esse destino irá te seduzir !!!

Descubra quais os points da Patagônia para você visitar .


A Patagônia é um lugar lindo , e é impossível conhecer em apenas uma única viagem .....

De um lado , ficam os Andes , com os picos (ou inteiros ) cobertos por neve , e do outro lado fica o Oceano Atlântico rico em espécies marinhas como pinguins , baleias , focas ....





Localização : Argentina + Chile - América do Sul


A Patagônia é uma imensa área de quase 800 mil km² .

Seus limites mais ao norte começam , no Chile na região de Puerto Montt , e na Argentina na mesma latitude , na região de Bariloche (Nos Andes) até a Península Valdés , no Atlântico . Com tamanha extensão , ela pode ser dividida em 3 grandes áreas : Patagônia Atlântica , Andina e Austral .


💨 Patagônia Atlântica - representam a maior parte do território patagônico .

São planícies infindáveis , que se perdem na vista , com uma vegetação rasteira e aparência desértica . Os ventos sopram do Oceano Pacífico para o Atlântico , e toda a umidade fica "presa" nos Andes . Ou seja , os ventos fortes são secos , tornando a região praticamente desértica .

Mas , apesar da aridez do clima , a região tem uma grande diversidade de vida marinha , sendo um ótimo local para observação de animais como baleias, leões-marinhos e lobos-do-mar ;



🌿 Patagônia Andina - É a região que faz as divisas geográficas entre Chile e Argentina . Não tem montanhas muito altas . A Cordilheira dos Andes vai perdendo altitude à medida que se dirige ao sul , até que praticamente termine próxima da região onde está El Chaltén e El Calafate , Torres del Paine e o Campo de Gelo Continental .

A principal diferença em relação a Patagônia Atlântica , são as altas taxas de precipitação pluviométrica , que deixam as paisagens mais verdes , com florestas de clima temperado , principalmente no Chile . Além dos vulcões , que de tempos em tempos entram em erupção.

Os roteiros na região de Puerto Montt , Bariloche e a Região dos Lagos possuem esta paisagem de montanhas verdes , lagos e rios de degelo com picos nevados ;



🐳 Patagônia Austral - Compreende as províncias de Santa Cruz (Argentina) e Terra del Fuego (Ilha compartilhada entre Chile e Argentina) .

Esta é a região mais famosa para os amantes da vida ao ar livre e que sonham em praticar uma atividade de aventura nessa terra remota do globo .

A Patagônia termina na famosa Terra do Fogo , o extremo Sul da América .

Na porção continental , El Calafate , El Chaltén e o Parque Nacional de Torres del Paine são as grandes atrações . Os picos graníticos são impressionantes e atraem escaladores profissionais em busca de grandes desafios . Nas planícies , imensos blocos de gelo com até 80 metros de altura formam braços do Campo de Gelo Continental , a maior formação de gelo fora dos pólos . São os glaciares, como o Perito Moreno, considerado o mais bonito (e certamente o mais famoso) do mundo.

É também nesta região que estão alguns dos melhores hotéis de luxo da Patagônia , como : Tierra Patagônia , o Explora , o Remota e o Las Torres ( é o único que está dentro do Parque Nacional Torres del Paine ) .

Na porção insular, a grande atração está em Ushuaia e na geografia privilegiada do lugar, que possui montanhas e vales que ficam nevados no inverno , e permitem a prática de diversas atividades como andar de trenós e motos de neve .

No mar , na fronteira entre os 2 grandes oceanos : Atlântico e Pacífico , fica uma região de difícil navegação , o Estreito de Drake - caminho que leva à Antártica . Os canais Patagônicos são muito mais tranquilos para se navegar , e é por eles que passam os cruzeiros turísticos que nos levam até colônias de pinguins e paisagens repletas de geleiras .






História :


Em 1520 , o explorador português Fernão de Magalhães desembarca em uma região inóspita e gelada banhada pelo Atlântico com a sua tripulação à serviço da coroa espanhola . Encontram ali , enormes pegadas de um povo até então desconhecido , os índios Tehuelches , e logo os batizam de “Patagões”, em referência a um monstro da literatura portuguesa da época . Nos primeiros contatos com os “gigantes” locais , descobriram que as pegadas na verdade eram formadas por botas de neve , feitas pelos índios com várias camadas de couro de Guanaco .

Quando Fernão de Magalhães chegou no extremo sul do continente americano , uma densa névoa encobria a vista dos navegadores , que só conseguiram enxergar pontos de fogo flamejando em tochas , surgindo assim a Terra do Fogo.

E Desde então , o estreito onde Magalhães chegou leva o seu nome .





Como chegar e circular ?

Há voos partindo de Buenos Aires e Santiago o ano todo para a região da Patagônia . De Buenos Aires , no aeroporto Aeroparque , que fica no centro da cidade , ou no terminal internacional de Ezeiza , pode - se embarcar para Viedma , Bariloche , El Calafate , Trelew, Ushuaia , Puerto Madryn e Río Gallegos que são algumas das melhores opções , tanto pela proximidade com as principais atrações como pela boa oferta de vôos da Aerolineas Argentinas . Ou pode-se ir via Santiago / Chile , com destino ao aeroporto de Punta Arenas .


Para os mais aventureiros , viajar de carro (de preferência com tração 4×4) requer um pouco de experiência , bons mapas e navegadores e planejamento (há pouquíssimos postos de serviço e abastecimento) . Motocicilistas podem sofrer com o forte vento local . As principais rotas são : Ruta Nacional 3 , e a Ruta Nacional 40 - que segue toda vida de Río Gallegos até Mendoza (e muito além , chegando até a Bolívia) .

O principal acesso por terra à porção chilena é a Carretera Austral . As três rodovias são extensas e emocionantes .


Da Patagônia Argentina a Chilena - É possível cruzar saindo de El Calafate com destino a Puerto Natales e o Parque Nacional Torres Del Paine pela Ruta Nacional 40 .


Os navios de cruzeiro , como o Australis , também fazem o percurso de Ushuaia até Punta Arenas , levando de 03 a 04 noites para realizar o trajeto .



** Dica : Para viajar de cidade para cidade , as únicas opções são ônibus de linha ou vans compartilhadas .





Vistos e documentos :

Não é necessário nenhum visto para permanência até 90 dias .

Passaporte com validade mínima de 6 meses a partir da data de entrada nos países a serem visitados e com folhas necessárias para carimbo dos países visitados

Para cidadãos integrantes do Mercosul , só o bilhete de identidade original permite o ingresso aos países .

** Fique de olho na data de expedição da sua identidade , pois ela é válida por 10 anos !





Vacinas :

Não é necessário ter o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) .

Mas, devido aos casos de Febre Amarela no Brasil , países que até então não exigem a apresentação CIVP , poderão fexigir ssem aviso prévio . Por isso , recomendo que para toda viagem internacional, o passageiro tenha a vacina e o certificado internacional .








Moeda : Pesos Argentinos e Pesos Chilenos

Sempre tenha um pouco de dinheiro em dólares americanos e se for necessário , troque nas casas de câmbio locais . Existem diversos caixas eletrônicos que permitem saques . Mas, por se tratar de uma região remota a reposição de dinheiro nos caixas pode não acontecer , assim , recomendo que não deixe para sacar todo o dinheiro localmente .









Língua : Espanhol

Mas , inglês também é muito usado .










Eletricidade , Internet , Fuso Horário , Telefone

Sempre leve adaptadores que sirvam em seus carregadores de câmeras fotográficas , celulares e tablets .

No Chile e Argentina a corrente elétrica é de 220 V . A tomada é geralmente de dois pinos redondos .

Em todas as cidades tem lan houses e muitos hotéis e restaurantes oferecem o wifi , mas nos lugares mais remotos você poderá passar alguns momentos offline .

Ambos os países tem o fuso horário com 1 h a menos que o Brasil , exceto quando estamos com horário de verão , onde o fuso se torna de 2 hs a menos .




Quando ir ?

A região da Patagônia é fria o ano todo , sendo que a melhor época para conhecê-la é na primavera e no verão, entre os meses de Novembro e Março .

De Dezembro a Fevereiro os termômetros alcançam os 20°C , mas os dias costumam ser ventosos e os passeios no Perito Moreno e nas trilhas de El Chaltén ficam mais cheios . Os dias são mais longos e as temperaturas são bem mais amenas , proporcionando um clima perfeito para atividades ao ar livre .

Em Março e Abril desafoga e o tempo segue firme . No outono , as folhas avermelhadas dos bosques deixam tudo mais encantador.

No inverno , as atividades são a observação de baleias-francas e o esqui . A temporada de esqui em Ushuaia vai de junho a outubro ; muitos dos passeios ao ar livre continuam acontecendo , mas o frio é sacrificante !!!

Em Ushuaia as características climáticas são mais próximas às encontradas nos pólos da Terra , sendo que a chuva , neve , granizo , ou nevasca, têm uma distribuição uniforme ao longo do ano .

A diferença de luminosidade que existe entre os dias de inverno e os de verão, merecem destaque . No inverno os dias são muito curtos e as noites muito longas , alcançando até 17 horas de escuridão .






Saúde:

A Patagônia é uma região com grandes contrastes climáticos . Prepare-se levando roupas de frio , contratando um bom seguro de viagem e tomando precauções sanitárias .






Hospedagem :


Bariloche , Puerto Madryn e El Calafate possuem boa infraestrutura hoteleira e vários serviços , incluindo agências de viagem e boa conexão de internet .

Torres del Paine está dentro de um Parque Nacional , os serviços são limitados , mas as opções de hospedagem são muito boas . Já El Chaltén , é um destino mais rústico , próprio para montanhistas , com lodges simples , mas confortáveis .

Para maiores detalhes sobre hotéis na região , acesse os próximos posts de cada cidade .





Alimentação :

Comer bem faz parte do roteiro patagônico !!!

Assado de cordeiro , empanadas quentinhas, trutas frescas , parrillas , frutos do mar (principalmente os centolas ).

Não deixe de provar o curanto (carnes variadas preparadas na terra , sobre pedras quentes) . Mas também tem pizzas , sanduíches , bufês variados e comida italiana.

Outro destaque na região são boas cartas de vinho, com rótulos chilenos e argentinos . Bares , cervejarias , charmosos cafés que servem um chocolate quente estão espalhados por todos os cantos .





** Dicas :

Serviços como transporte e diversidade de tours tendem a ser melhores na Patagônia Argentina , mas é no Chile que a fauna é mais exótica e selvagem , podendo surpreender viajantes .


⇒ Na Argentina podemos destacar :

O glacial Perito Moreno ; a Península Valdés e Punta Tombo ( maior colônia de pinguim-de-magalhães do mundo) , e Ushuaia ( Terra do Fogo ).

A Península Valdés ( Patagônia Argentina ) é Patrimônio Mundial da UNESCO - região que pode - se ver baleia franca austral , golfinhos , lobos e elefantes marinhos , e pinguins .

Na Argentina , encontra-se a Patagônia mais acessível e com preços mais camaradas (ainda que são mais elevados com relação ao restante do país, devido às distâncias e isolamento do destino ) .


⇒ No Chile não deixe de visitar :

Torres del Paine: Conhecido pelos rochosos maciços de granito - parque nacional que está a 100 km de Puerto Natales e é procurado por amantes de caminhadas, cujas opções vão de trilhas curtas até o clássico percurso W, circuito de 71 km e 5 dias de duração .






Opções de Roteiros :

Argentina

- Bariloche - fica na Cordilheira dos Andes , sendo limitada pelo glacial Nahuel Huapi. Localizada na região mais austral da América do Sul , a Patagônia abriga terras virgens e isoladas, e é uma das áreas com menor densidade demográfica do planeta , ou seja , é mais fácil encontrar pinguins e leões marinhos do que gente . A cidade atrai turistas de todo mundo em razão das suas estações de esqui e também pela sua arquitetura bem semelhante aos alpes suíços.

O local é ponto de partida para turistas que querem fazer caminhada pela região da Patagônia ;

- Puerto Madryn - fazer passeio de barco para avistamento de leões marinhos ;

- El Calafate - é onde se encontra o Parque Nacional dos Glaciares e o famoso glaciar Perito Moreno , com seus 60 m de altura , uma das vistas mais belas da América do Sul e patrimônio da biosfera ;

- Ushuaia - é a cidade mais austral das Américas . Possui uma bela infraestrutura à disposição dos viajantes com restaurantes de frutos do mar fresquinhos , lojas , hotéis confortáveis e centros especializados em esportes de inverno , é o destino ideal para quem deseja combinar as expedições em meio à natureza com as opções oferecidas pela cidade . Na região os destaques ficam para o Parque Nacional Terra do Fogo e seu nostálgico passeio no Trem do Fim do Mundo , a região dos Lagos , o Canal de Beagle com os pinguins e leões marinhos e o Complexo Cerro Castor , dono de pistas de esqui e snowboard ;

- El Chaltén - Na fronteira com o Chile , é a capital mundial do trekking , recheado de trilhas com planos de fundo onde a natureza mostra toda sua majestosidade . Os 2 complexos de montanhas : Fitz Roy e Cerro Torre , são ideais para escalada e trilhas com diversos níveis de dificuldade , muito bem sinalizadas ;

- Península Valdés - área natural protegida onde baleias-francas , orcas , lobos e elefantes marinhos , pinguins , golfinhos , aves e raposas aparecem . De Julho a Dezembro , as baleias francas dão um show e fazem da Península seu lar doce lar ;

- Cruzeiro Australis - Recomendado para quem quer explorar as belezas da Patagônia em profundidade , com conforto . Os cruzeiros de expedição Australis podem ter de 03 a 07 noites de duração passando por ilhas e fiordes percorrendo o trajeto completo entre a Patagônia Argentina e Chilena . Durante toda a aventura os guias especializados fornecem informações detalhadas sobre a fauna , flora e características geográficas da região .


CHILE

- Puerto Natales - cidadezinha localizada a 2 mil km de Santiago é a melhor opção de base para quem deseja conhecer o Parque Nacional de Torres Del Paine e aproveitar a infraestrutura de uma cidade . Repleta de casinhas de madeira coloridas , ela ganha vida na temporada de visitação aos glaciares e conta com restaurantes e bares animados durante as noites de verão ;

- Torres Del Paine - Registrado pela UNESCO como uma reserva de biosfera , o Parque Nacional Torres Del Paine guarda uma das principais atrações da Patagônia Chilena , as impactantes torres . Os hotéis dentro do parque têm todos os serviços inclusos e gastronomia refinada, entre seus menus de passeios guiados estão trekkings de todos os níveis, escaladas, caiaque e expedições fotográficas de contemplação da natureza. Um dos trekkings mais procurados por lá é o W, que pode ser feito com o sustentável hotel EcoCamp passando por rios e lagos de água azuis como o céu da região, bosques, montanhas e uma fauna admirável ;

- Carretera Austral - Essa rota é entre os Lagos Chilenos e Torres del Paine passando por pontos surreais como o Lago General Carrera , que abriga as intrigantes Cápillas de Mármol , a charmosa vila Caleta Tortel e os glaciares San Rafael e O’Higgins .






Animais

Um dos destinos perfeitos para a observação da fauna local é o Parque Nacional Torres del Paine , onde animais como guanacos , emas e até pumas não se incomodam com a presença humana e podem ser vistos a poucos metros de distância.

Na Argentina o petrel-gigante ( espécie de ave marinha ) pode ser vista em bandos , na primavera e no verão , durante as travessias no Canal de Beagle, na Terra do Fogo . Já as baleias dão as caras na praia de El Doradillo , em Puerto Madryn , na Patagônia Atlântica , entre junho e dezembro .

Para ver pinguins é necessário percorrer 180 km , ao sul de Puerto Madryn , até Punta Tombo , onde 500 mil aves dividem espaço na maior colônia da espécie Magalhães do planeta , entre agosto e abril .








O que levar na mala ???

A Patagônia é uma região onde todos os tipos de clima podem acontecer no mesmo dia . A temperatura pode cair (ou subir) vinte graus, o tempo ensolarado de repente fecha , trazendo fortes ventos e até mesmo neve (até no verão) . A dica é preparar-se levando artigos básicos : protetor solar, boné , capa de chuva , boas botas ou calçado para caminhada , óculos de sol, corta vento , luva , gorro , cachecol e agasalhos .

Não esqueça de levar um binóculo !

Aproveite para fazer refeições calóricas e hidratar-se bem. Não abuse quando estiver em regiões de altas altitudes (a adaptação é essencial).




Compras :

Souvenirs podem ser encontrados com facilidade .

Na parte Argentina , aproveite para comprar doce de leite , alfajores , chocolates artesanais , roupas de couro e

lã .

No Chile , opte pelos famosos vinhos chilenos , roupas de lã .














Boa viagem !!!! ✈️


Para conhecer um pouco mais desse destino encantador , veja esses outros posts :

https://www.cliktrip.com.br/post/porto-madryn-santu%C3%A1rio-da-vida-marinha


https://www.cliktrip.com.br/post/ushuaia-%C3%A9-mesmo-o-fim-do-mundo