• Patricia Viciana

Siem Reap - Exótica e Fascinante

Atualizado: 21 de Fev de 2019




Siem Reap não é a capital do Cambodja , mas é o principal destino turístico do País , já que guarda um sítio arqueológico dos mais importantes do Sudeste Asiático - o complexo de Templos de Angkor Wat, uma das maravilhas do mundo .

O Cambodja é um dos países mais pobres da Ásia , fazendo fronteira com o Laos , Tailândia e Vietnã , e foi marcado por uma história recente e trágica.

De 1975 a 1979 o regime do Khmer Vermelho ( Khmer Rouge - Partido Comunista do Cambodja ) , liderado por Pol Pot, executou cerca de 2 milhões de pessoas, ou seja, 25% da população da época. Qualquer cambojano com mais de 35 anos fez parte desse massacre do século 20, seja como vítima ou como carrasco. Milhões de pessoas foram forçadas a deixar seus lares e trabalhar em campos de concentração. Eles perderam membros da família que morreram de fome, doenças ou assassinato . Pol Pot perseguia pessoas de classe média e com boa formação escolar, matando médicos , professores , intelectuais , artistas , engenheiros , militares entre outros. Apenas os “puros” e “não-corruptos” camponeses, ou aqueles que conseguiram enganar os executores, foram poupados . Por este motivo , a população atual do Cambodja é composta de 50% de jovens ( com menos de 22 anos de idade ) e com formação escolar deficiente. Em Phnom Pehn ( Capital do país ) , pode-se conhecer melhor a história cruel e sangrenta nos Killing Fields e no Genocide Museum.

Trabalho infantil é comum e necessário para ajudar no sustento familiar , principalmente vendendo souvenirs aos turistas . Triste realidade .

Mas , vamos falar sobre as maravilhas ....



Museu Nacional de Angkor - Ele fica na estrada a caminho dos templos, acho que ninguém faz isso mas o interessante é visitar o museu antes de visitar os templos, pois o museu explica muito bem a história de Angkor Wat.

No acervo tem milhares de peças que pertenciam aos templos e foram levadas para o museu para evitar o roubo e vandalismo.

A " Sala dos mil Budas " é a mais bonita , com esculturas de Buda originais dos templos.

O Museu Nacional e Angkor não permite fotografias,

http://www.angkornationalmuseum.com/

*** Dica :

Visite o museu antes de ir aos templos, assim você entenderá a história de Angkor Wat.

Complexo de Angkor Wat - Com mais de 400 quilômetros quadrados , tem vários templos e ruínas ( mais de mil ) , e até uma área florestal.

A principal atração é a cidade de Angkor , Patrimônio Mundial da Unesco .

Angkor foi a capital do poderoso Império Khmer e chegou a ser considerada a maior cidade do mundo – com quase um milhão de habitantes.

O templo de Angkor Wat é o mais famoso do complexo , sendo eleito como a maior construção religiosa do mundo . Símbolo de orgulho nacional , está presente na bandeira do país .


Foi construído no século 12 , a pedido do Rei Suryavarman II , que teria assumido o poder após assassinar o rei anterior enquanto ele passeava em seu elefante . O templo serviria de mausoléu e homenagearia o deus Vishnu .

A religião hindu era oficial do Império Khmer .

Somente no século 14 , quando o Rei Jayavarman VII assumiu o poder , instituiu o Budismo como religião do seu reino . O Império começou a declinar e a cidade de Angkor foi invadida pelo exército do Sião ( atual Tailândia ). A população de Angkor migrou para o sul do País e fundaram Phnom Pehn ( atual capital do Camboja ) . E Angkor foi abandonada e "engolida " pela selva , ficando esquecida por séculos .

Somente o templo de Angkor Wat continuou habitado pelos monges budistas.

No século 19 , Angkor foi redescoberto por Henri Mahout, um explorador francês que caçava borboletas.

Existe uma outra versão...

Antonio de Madalena , missionário português , teria chegado a Angkor em 1586 , e havia descreveu :

---"Uma construção de tal modo extraordinária que não é possível descreve-la por escrito, especialmente é diferente de qualquer outro edifício no mundo. Possui torres, decoração e todos os refinamentos que o génio humano pode conceber”.

Nos anos 90 , o Camboja se abriu ao turismo .

O complexo Angkor,pode ser visitado de tuk-tuk, carro ou bicicleta, em passes de 1, 3 ou 7 dias.


Angkor Thom - construída no final do século XII pelo rei Jayavarman VII . Foi última capital do Império Khmer .

A cidade fortificada tem 10 km2 , vários templos e ruínas .

Os mais impressionantes são :

– Bayon - o meu preferido !

Fica ao centro do Complexo de Angkor Thom . São 54 torres em estilo gótico , decoradas com 216 faces . E apesar de semelhantes , nenhuma face tem a mesma expressão .

É um dos templos que aparecem no filme " Tomb Raider ", estrelado por Angelina Joli ( Lara Croft ) .




– Baphuon - Templo em formato piramidal , que representa o Monte Meru ( sagrado no hinduísmo ) .

Ficou conhecido como "o maior quebra-cabeça do mundo" , pois estava completamente devastado e todos os registros foram destruídos durante os anos do Khmer Rouge, deixando os especialistas da EFEO (École Française d’Extrême-Orient) com 300.000 pedras a serem colocadas em seus lugares.



Outros monumentos/templos interessantes dentro do Angkor Thom são : Terraço dos Elefantes, Terraço do Rei Leproso e Templo Preah Palilay.






Ta Prohm - É o templo que foi “engolido” pela floresta , representando o poder da Mãe Natureza . Na verdade, foi o templo escolhido pela equipe de restauradores franceses para demonstrar como estavam TODOS os templos de Angkor, quando foram redescobertos no final do século 19 .

Construído a partir de 1186 , Ta Prohm (ou Rajavihara, seu nome original) foi um templo budista dedicado à mãe do Rei Jayavarman VII. Este templo ficou bem conhecido ao aparecer no filme Tomb Raider, com Angelina Jolie.




Chong Kneas Floating Village - Vila flutuante no Tonlé Sap Lake , com 24.600 km², e que representa a maior extensão de água doce do sudeste asiático. Fica a 15km de Siem Reap , mas é necessário ir de carro, taxi ou tuk-tuk , e ainda contratar o passeio de barco pela região para visitar a vila mais conhecida que é a Chong Khneas. . A vila muda de lugar, conforme a estação e nível de água do rio. Trata-se de uma comunidade inteira que vive completamente “boiando” sobre as águas.

**Dica :

Fique atento para contratar o barco, há muita “pegadinha”- cobram por um barco grande na ida, e no meio do roteiro fazem com que o turista contrate outro , com a desculpa que só se chega aos vilarejos com barcos menores , e ainda querem cobrar pelo retorno.

Contrate um barco privado para todo o roteiro , e combine o valor total do passeio.


Kompong Phluk - Essa vila é ribeirinha , mas não é flutuante . Ao contrário de “boiar”, trata-se de um vilarejo todo de casas altas feitas de bambu - Palafitas ( podem chegar a 7m de altura ) , apelidadas de “Bamboo Skyscrapers”. Fica a 25km de Siem Reap e o jeito mais fácil é ir a partir da Chong Kneas Floating Village , alugando um barco .

** Se possível contrate o passeio dos 2 vilarejos ( Chong Kneas e o Kompong Phuluk) no mesmo dia. Existem várias empresas que prestam esse tipo de serviço.





Obedeça as regras!

Placas e os guias locais irão instruir , mas vale a pena lembrar :

• não toque nas paredes dos templos, especialmente as paredes esculpidas; • não suba nas pedras ou escale os templos e/ou ruínas; • não tire fotos dos monges budistas sem autorização; • não fume dentro dos templos; • não dê dinheiro para crianças; • não jogue lixo nos templos.

Ainda há minas terrestres espalhadas pelo país , herança da Guerra do Vietnã . O país está na lista de mortalidade por minas terrestres , sendo comum ver pessoas mutiladas nas ruas. Por isso, é sempre importante respeitar limites territoriais demarcados para não correr riscos.




Cuidado com a água !!!

A água encanada do Cambodja, em geral, não é tratada e mesmo nos hotéis sai da torneira com uma cor amarelo barrento, especialmente em Siem Reap. Portanto, use - a apenas para tomar banho e dar descarga. Jamais beba. Nos hotéis há avisos alertando sobre os riscos de consumir a água encanada. Para beber, escovar os dentes e lavar o rosto, use sempre água mineral.



O que vestir?

Apesar do calor, evite o uso de transparências , decotes profundos , regatas ou roupas que deixem os ombros ou joelhos a mostra . Em sinal de respeito , em Angkor Wat, para evitar problemas, visite com blusa de manga curta . Antes podia–se visitar de regata com uma pashimina cobrindo os ombros, mas com o calor , a maioria das pessoas deixava de lado a proteção.



Use repelente para visitar os templos e as vilas fluviais .

“Tiger Balm” é uma espécie de vicky ( asiático ) que serve para tudo ( picadas de mosquitos , aranhas ) .




O visto é necessário para entrar no Cambodja.

No aeroporto de Phnom Penh ( capital ) ou no de Siem Reap você consegue tirar o seu visto , de uma forma bem tranquila. Apenas leve :

- Seu passaporte válido por pelo menos 6 meses. - Certificado Internacional de Vacina (febre amarela) - 1 foto 3×4 - formulário preenchido lá mesmo no aeroporto. - U$ 30,00 para pagar a taxa ( em espécie , não aceitam cartão de crédito ).



A moeda oficial do país é o Riel (KHR) .

O dólar é aceito em todos os lugares . Nem há necessidade de trocar dinheiro.

Cartões de crédito são aceitos só em estabelecimentos grandes ( hotéis , restaurantes) em lojinhas dos mercadinhos não é aceito.



Fuso horário - 10 hrs a mais em relação ao Brasil.




Clima - Tropical

O clima no Cambodja é marcado pela época das monções, que divide o ano em duas estações : seca e chuvosa.

Maio a Outubro - muita chuva .

Novembro a Abril - quase não chove. De Novembro a Fevereiro as temperaturas são mais amenas, porém, em Março e Abril os termômetros podem chegar nos 38ºC.



Alimentação :

A tradicional culinária Khmer é muito parecida com a tailandesa , só que bem menos apimentada (verduras, macarrão , frango ou carne de porco). Usa - se muitas ervas comuns no Vietnã.

As sopas aparecem em quase todas as refeições.

Usa-se muito gengibre e capim-limão ( lemongrass) .

O BBQ cambojano ( churrasco ) é muito comum , onde você mesmo grelha suas carnes em um grill .

Segue a dica de alguns pratos tradicionais para provar:

  • Fish amok – peixe cozido no coco, com curry adquirindo uma textura de suflê .

  • Char kreung – uma pasta apimentada com capim-limão.

  • Carnes exóticas : cobra, crocodilo, tubarão, canguru, avestruz . Na King’s Road existem vários restaurantes . No Camboja você provavelmente irá beber uma das cervejas mais baratas do Mundo . A Angkor e a Cambodia são as mais conhecidas









Há duas opções: Próximo ao Complexo de Angkor, distante aproximadamente 7 km do centro turístico da cidade, e na região do Old French Quarter - nessa região, você estará no centro do agito da cidade, a Pub Street . Nessa área você encontra facilmente vários restaurante, pubs e casas com a tradicional Khmer Massage.

Fiquei hospedada no Borei Angkor Resort & Spa

http://boreiangkor.com



Para circular dentro da cidade opte pelo tuk tuk.

Contrate um guia local .



Para conhecer Siem Reap , reserve de 2 a 3 dias inteiros .



Compras - Angkor Night Market e Siem Reap Night Markets para compras souvenirs em geral ( camisetas , calças estampadas , elefantes , bolsas ,etc)

Visite a ONG Artisans d’Angkor - artesanato diferenciado produzido localmente , onde muitos artesãos tem algum tipo de mutilação . Pode-se ver como as peças são produzidas ou esculpidas em madeira , pedras e outros materiais. Há também roupas de seda puríssima e chique ! O artesanato dessa ONG não é encontrado nos Mercados noturnos.








Não indico esses passeios a turistas com alguma dificuldade de locomoção . O solo dos templos é acidentado , e com degraus .

Para idosos , crianças , ou turistas com alergia a picadas de insetos , também não é indicado.



Na mala não pode faltar :

- Boné , óculos escuros , protetor solar ;

- Repelente ;

- Máquina fotográfica ;

- Roupas leves e confortáveis, e uma blusa corta vento ;

- Capa de Chuva

- Sapatos confortáveis (trekking ) .















#Ásia #Cambodja #Angkor #AngkorWat #AngkorThom #TombRaider #PatrimônioMundialdaUnesco